Paulo Silvino – A Lenda da Piroga de Cristal

“Como era grande a piroga dele… Descendo o rio, correndo pro mar… Como era grande a piroga dele… Descendo o rio, correndo pro mar… Falado: “Essa é a lenda da Piroga de Cristal. Uma história escrita num tempo muito remoto, quando o Brasil nem era Brasil: era Pindorama. As pirogas, como vocês sabem, são as canoas dos índios. E tem índio com piroga pequena, piroga grande, depende do tamanho das árvores que eles derrubam para esculpir no seu tronco a piroga. Essa lenda conta o caso do índio Boi Xavante que derrubou um enorme Jequitibá e fez uma piroga imensa que ele mantinha sempre envernizada com óleo de carnaúba. Ele era muito repeitado na tribo toda por causa disso, porque ele alimentava toda a tribo com aquela piroga. Voltava sempre da pesca com a piroga cheia de peixe, e de vez em quando vinha até um siri preso na piroga. Era uma loucura! Até que um dia…”… Como era grande a piroga dele… Descendo o rio, correndo pro mar… Como era grande a piroga dele… Descendo o rio, correndo pro mar… Boi Xavante, índio bravo… Com um enorme pirogão… Raptou a índia filha… Do cacique Gavião… Seu marido, Cão do Norte… Aliou-se ao Pajé… Procurando vingar com a morte… A desonra da mulher… Destruam a piroga dele… Botem fogo na piroga dele… Pulverizem a piroga dele… Acabem com a piroga dele… Mas, Jaci ouviu… As preces do casal… E transformou a embarcação do Boi Xavante… Numa bela piroga de cristal… Mas a índia estabanada… Foi dançar de empolgação… Deu com o pé na bola errada… E quebrou o pirogão… Como era grande a piroga dele… Descendo o rio, correndo pro mar… Como era grande a piroga dele… Descendo o rio, correndo pro mar… Destruam a piroga dele… Botem fogo na piroga dele… Pulverizem a piroga dele… Acabem com a piroga dele… Destruam a piroga dele… Botem fogo na piroga dele… Pulverizem a piroga dele… Acabem com a piroga dele… Mas, Jaci ouviu… As preces do casal… E transformou a embarcação do Boi Xavante… Numa bela piroga de cristal… Mas a índia estabanada… Foi dançar de empolgação… Deu com o pé na bola errada… E quebrou o pirogão… Como era grande a piroga dele… Descendo o rio, correndo pro mar… Como era grande a piroga dele… Descendo o rio, correndo pro mar”…[Por Paulo Silvino]

Deixe uma resposta

Vale a Pena Ouvir de Novo
Comentários Recentes
  • fernanda { por acaso vc conseguiu a partitura? eu tbm estou a procura dela!!! se acaso encontrou por favor ....poderia compartilhar comigo???? fca aqui meu email.....vai que ... } – 16 ago, 8:27 AM
  • Ivonete { Lendo algumas notícias e comentários, concordo com a Eva, pois não aprendemos nada, tanto que continuam os mesmos a década, só mudam de partidos ou ... } – 08 ago, 9:49 AM
  • Mauro BC { AHAHAHAHAHHAAVC LASSICO } – 08 jun, 12:18 PM
  • Mário Mário { sou fã das pegadinhas do mucao show de bola demais } – 24 abr, 6:26 PM
  • Isabel Aparecida Ribeiro { Sensacional, ouvi mais de dez vezes e repassei para os amigos. } – 28 mar, 8:08 AM
  • michel { muçao o melhor kkkkkk } – 16 jan, 12:31 AM
  • Cido Claro { Prezado Augusto, embora na música parece ser latada, mas não é, mas sim lavada. Lavada é o lugar onde as mulheres lavavam roupa no rio. } – 05 jan, 8:25 AM
  • Cido Claro { Não é latada, é lavada, lavada é o lugar onde as mulheres lavam roupa no rio. } – 03 jan, 11:18 AM
  • hassan zahoui { depois de quase 8 anos.. pega ai https://soundcl oud.com/alterna tiveuniverse-1/ alternative-uni verse-emidemia } – 17 out, 1:19 PM
  • Ailton { Ops,,,Eu me lembro, a Coca lançou, para concorrer com a Gini.Formula e a composição era a mesma na Sprite. } – 22 ago, 10:55 PM
  • Gabriel Aguiar { Muito Bom! Parabéns } – 16 jun, 12:42 AM